Onde fica Panamá e Dicas importantes

O Panamá não é um dos países que está na lista dos top 10 destinos para se conhecer, mas muitas vezes pela falta de informação sobre esse país, faz com que os turistas optem por destinos mais em alta.

Mas se você está querendo dar a volta ao mundo, você precisa saber onde fica Panamá  e ele deverá fazer parte da sua lista de países para se conhecer.

onde-fica-panamá

Onde fica Panamá

Mas afinal, Onde fica Panamá?

República do Panamá está situada no istmo que une a América do Sul à América Central. O país, dividido pelo Canal do Panamá, faz fronteira ao norte com o Mar do Caribe, a leste com a Colômbia, ao sul com o Oceano Pacífico e a oeste com a Costa Rica.

A capital do país é a Cidade do Panamá, lugar esse que vem passando por muitas transformações, para receber cada vez melhor os turistas do mundo todo.

Se o seu conhecimento sobre o lugar resume-se ao típico chapéu Panamá ( que por sinal não é fabricado no Panamá e sim no Equador), ao famoso Canal (obra-prima da engenharia), ou ainda a ser o local para se fazer compras com preços bem mais em conta é hora de conhecer mais dessa capital cheia de surpresas.

Para chegar a capital é bem simples, pois vários aeroportos brasileiros têm voos para lá. Algo que impacta logo ao chegar no Panamá é o calor.

A capital registra 30ºC o ano inteiro.

Uma cidade cheia de avenidas largas e arranha-céus envidraçados, é hora de preparar a câmera e registrar belas imagens por esse passeio inesquecível.

Leia também: Onde ficar em Bariloche

Canal do Panamá

Independentemente do tempo que você tenha na cidade, vá ao ponto turístico mais famoso do país: o Canal do Panamá.

Ele funciona por meio do sistema de eclusas, devido ao relevo do próprio canal, e permite que embarcações de diversos tamanhos atravessem do Oceano Atlântico ao Pacífico (e vice-versa) sem precisar dar a volta no continente.

O Canal do Panamá tem 81Km e representa cerca de 25% do PIB panamenho.

O Canal é uma grande obra de engenharia e fascina pessoas de todo o mundo. Já viu que não dá para deixar de incluí-lo no roteiro, né?

A entrada custa US$8,50 e você tem direito a conhecer todos os detalhes da construção do canal em um museu de quatro andares.

Existem também sessões de cinema, com 10 minutos de duração, que contam a história do lugar em inglês e espanhol. Está incluso no ingresso.

Panamá Viejo

Para conhecer a história da cidade, é recomendado visitar Panamá Viejo, a área mais antiga da região, que preserva construções feitas em pedras.

São os restos da antiga Cidade do Panamá e antiga capital panamense. Situa-se nos arredores da Cidade do Panamá.

Em conjunto com o Distrito Histórico do Panamá é um Patrimônio Mundial da Unesco desde 1997, e a área abrangida foi aumentada
em 2003.

A cidade sofreu grandes incêndios e foi saqueada por piratas, o que devastou o local, hoje em dia as ruínas são uma grande atração turística.

Casco Antiguo

Outro bairro que chama atenção pela quantidade de atrativos é Casco Antiguo, com suas ruas de pedra e edifícios antigos, inspirados na arquitetura colonial espanhola.

Casco Antiguo tem museus, praças e igrejas que rendem um dia todo de passeio. A cidade colonial que começou a ser construída em 1671, depois que a primeira localidade onde existia o vilarejo foi destruída por piratas. Essa parte foi construída com uma localização estratégica, com o objetivo de evitar ataques dos piratas ou navios ingleses.

Hoje Caso Antiguo é o point da noite, com vários restaurantes, lojas, construções lindas e pessoas simpáticas estão por lá. A arquitetura é no estilo francês colonial, e existe até uma praça dedicada aos franceses.

Reserve ao menos meio dia para circular por essa região, que vem passando por um forte processo de revitalização e atraindo cada vez mais turistas.

Não deixe de observar os edifícios coloniais e suas varandas, caminhar pelas ruas de pedra, além de passar pelo Antigo Convento de Santo Domingo, mais conhecido como o Arco Chato, devido a um detalhe interessante de sua construção, e, pela Igreja de San José.

Também no Casco Antiguo ficam a Catedral (fechada) e o Museu do Canal Interoceânico, que mostra a história do Canal do Panamá.

Causeway

Vale guardar um bom tempo do fim de tarde para visitar a Causeway, uma parte lindíssima da Cidade do Panamá.

Esta avenida de 2Km, cheia de palmeiras, construída com os restos do Canal do Panamá liga quatro pequenas ilhas: Naus, Culebra, Perico e Flamenco, a principal. A curta faixa de terra fica entre o Oceano Pacífico e a entrada do canal.

Por estar justo na entrada do canal, têm-se aí uma vista muito bonita do mar e dos navios que trafegam pelo canal, passando bem devagar e bem perto.

O lugar é bonito e venta bastante, o que ameniza o sol forte panamenho. Assim que parece que o dia passa mais devagar.

Cinta Costeira

A Cinta Costeira é um parque público ao longo da orla da cidade e possui ciclovia, onde você pode alugar bicicletas para curtir e dar boas pedaladas, no local ainda existem quadras esportivas e pista para corrida.

Um dos pontos mais procurados é o Mercado de Mariscos, onde poderá se surpreender com a quantidade de pelicanos que ficam pela região.

Compras

Muitos falam que o Panamá é a “Nova Miami” e está se tornando a queridinha para fazer compras.

Então se você não tem visto para entrar nos Estados Unidos, pode aproveitar, é claro que os preços são mais elevados que nos Estados Unidos, mas também são muito mais acessíveis que no Brasil.

Então se precisa dar aquela renovada no guarda-roupas, ou mesmo trocar aquele celular, pode aproveitar.

Dicas para quem vai para Panamá

  • Não é necessário visto prévio para entrar no Panamá, porém é preciso apresentar um
    passaporte com até 3 meses de validade no momento da entrada no país.
  • É altamente recomendado tomar a vacina contra febre amarela ao menos dez dias
    antes da viagem. A apresentação do comprovante internacional de vacinação, que
    pode ser obtido através da Anvisa, não é obrigatória mas pode ser pedida pelo oficial
    de imigração na entrada do país.
  • Recomenda-se, também, providenciar documentos que comprovem que há meios
    financeiros para se manter no país, além dos bilhetes aéreos de ida e retorno.
  • Fala-se espanhol no Panamá e você pode se virar bem com um portunhol.
  • Muitos estabelecimentos simplesmente ignoram o uso de numerais para descrever
    sua localização. É sempre bom consultar um mapa ou pedir informação sobre pontos
    de referência a respeito do local a que você deve ir.

O Melhor de Viajar

Leave a Reply