Turismo de saúde: saiba mais sobre a prática, que ganha espaço no Brasil

26 de outubro de 2020
O Viajante

Turismo de saúde é um tema pouco discutido entre as pessoas, principalmente, por desconhecerem o assunto. No entanto, cada vez mais aumenta o número de estrangeiros que chegam ao Brasil procurando tratamentos médicos e odontológicos.

Antigamente, era comum que os brasileiros procurassem opções em hospitais e clínicas estrangeiras, mas hoje em dia isso mudou. E isso é muito benéfico, tanto para o país que recebe esses turistas quanto para os profissionais envolvidos.

Apesar de ter uma concepção diferente daquela que estamos habituados quando o assunto é turismo, a saúde e o bem-estar também tem movimentado muitas pessoas e muito dinheiro ao redor do mundo.

Por isso, estamos falando de uma oportunidade que serve aos hoteleiros e também aos médicos e outros profissionais do ramo.

Mesmo não sendo do conhecimento de todos, o turismo de saúde e bem-estar existe, é muito vantajoso e tem atraído pessoas dispostas a pagar para resolver suas necessidades e problemas de saúde.

Em razão dessa importância, neste artigo, vamos falar sobre o que é turismo de saúde e bem-estar, por que as pessoas procuram, como é esse panorama no Brasil e quais são as tendências.

Turismo de saúde: saiba mais sobre a prática, que ganha espaço no Brasil

O que é turismo de saúde e bem-estar?

Turismo de saúde e bem-estar são viagens que pessoas realizam em busca de melhorias em sua saúde, diminuindo níveis de estresse, promovendo uma vida mais saudável e equilibrada, além de ajudar a prevenir algumas doenças.

Por exemplo, uma pessoa que esteja procurando onde fazer acupuntura pode encontrar as melhores opções de locais que realizam esse tratamento.

As atividades destinadas à prevenção de doenças também se destacam, trazendo mais equilíbrio físico e emocional aos pacientes.

Os países, incluindo o Brasil, que promovem esse tipo de turismo, procuram proporcionar ambientes naturais que ajudem o paciente a relaxar, favorecendo sua saúde e seu bem-estar. Dentre os tratamentos mais comuns estão:

  • Estéticos;
  • Emagrecimento;
  • Relaxamento;
  • Saúde geral.

Os locais podem ser hospitais, clínicas, spas, termas, hotéis e centros de bem-estar. Outros procedimentos também podem ser realizados, como prótese ocular, cirurgias cardíacas etc.

Por qual motivo as pessoas procuram esse tipo de turismo?

O turismo de saúde e bem-estar atrai as pessoas por diversas razões. Além de ser uma oportunidade de viajar, os pacientes podem realizar tratamentos médicos e cirúrgicos, bem como outros cuidados.

Além disso, essas pessoas têm acesso a hospitais de qualidade e com preços mais acessíveis do que em seu país de origem. Dessa forma, o Brasil oferece a mesma opção que elas teriam em outros lugares, mas com valores mais baixos.

Também há questões legais relacionadas ao tratamento, que podem ser restritas em cada país. Exemplo disso é a área de reprodução e fertilização humana. A privacidade do tratamento também é mais garantida nesse tipo de turismo.

Panorama do turismo de saúde e bem-estar no Brasil

Esse tipo de turismo tem crescido muito no Brasil, no entanto, alguns fatores ainda impedem que ele se desenvolva mais e melhor.

Exemplo disso é o alto custo com mão de obra e dos serviços oferecidos por médicos e hospitais. Os estrangeiros também levam em conta a segurança pública deficiente que temos, o que acaba por representar um risco.

Além disso, nem todos os hospitais possuem a infraestrutura necessária para receber pacientes estrangeiros, como médicos e enfermeiros bilíngues.

Questões econômicas, como a instabilidade cambial, também afastam o Brasil como opção de turismo de saúde e bem-estar para muitas pessoas de fora.

Tendências do turismo de saúde e bem-estar no Brasil

Apesar de ser um tema pouco abordado, o crescimento desse mercado no Brasil é bastante significativo, seja para tratamentos como ergoespirometria ou qualquer outro.

É uma opção interessante porque os pacientes desse setor são os que mais gastam diariamente, além de permanecerem por mais tempo, cerca de 22 dias.

São Paulo é a cidade que mais recebe esses turistas, pois possui um dos maiores centros de saúde no mundo. Por isso, o número de pessoas que procuraram a cidade para seus tratamentos dobrou nos últimos anos.

É referência em vários tipos de cuidados, desde cirurgias do coração até cirurgias estéticas como as plásticas. Por isso, possui mais de 100 hospitais entre públicos e particulares, e clínicas destinadas a diferentes especialidades e spas de luxo.

São Paulo figura entre as cidades com os melhores profissionais de saúde do mundo, instituições renomadas e possui estrutura hospitalar de excelente qualidade, o que acaba por atrair pessoas interessadas no turismo de saúde e bem-estar.

Por isso, hospitais, hotéis e outras empresas envolvidas têm investido em recursos que tornam o Brasil mais conhecido nesse segmento.

Para isso, elas investem em tendências como a integração entre hospitais e hotéis, onde o paciente pode ter acesso a vários recursos, como alimentação, locomoção e entretenimento, além de profissionais que possuem o melhor kit cirúrgico.

Os hotéis investem em infraestrutura com rampas para acesso aos quartos, espaços apropriados para cadeirantes, dentre outros aperfeiçoamentos.

Também há mais foco na experiência do paciente, visando oferecer a ele todos os recursos necessários ao seu tratamento, cuidado humanizado e personalizado, além de busca pelo mesmo objetivo que ele.

Também é importante estar atento e acompanhar toda a sua jornada, como hospedagem, entretenimento e acesso à informação.

A inclusão de tecnologia também é uma tendência, aliás, em qualquer setor, mas no turismo de saúde e bem-estar ela é importante, principalmente dentro dos hospitais e clínicas.

A tecnologia, seja em infraestrutura de rede ou qualquer outra aplicação, melhora a relação com o paciente. Por exemplo, pode ser aplicado, no smartphone dele, um software que lhe permita ter acesso a serviços como:

  • Pedidos especiais;
  • Room service;
  • Abertura de portas;
  • Reservas.

Também há um aumento no trabalho de divulgação do Brasil como destino de turismo de saúde em feiras, eventos e congressos no exterior. É isso o que lhe trará mais reconhecimento internacional e credibilidade.

Ao fortalecer o turismo de saúde, o país consegue injetar mais recursos na economia e gerar mais empregos. Além disso, as empresas envolvidas nesse setor, como a de consultoria em saúde e segurança do trabalho, terão mais oportunidade de crescimento.

Com cerca de 14 milhões de pessoas viajando anualmente em busca de especialidades médicas, é essencial que o Brasil invista nesse setor para lucrar com ele também.

Desafios do turismo de saúde e bem-estar no Brasil

Ter bons hospitais ainda não é o suficiente para alavancar esse setor. É necessário investir em uma infraestrutura que proporcione ao turista planejamento integrado, envolvendo companhias aéreas, agências especializadas e hotéis.

Esse trabalho precisa ser coordenado para posicionar o Brasil como um dos principais destinos do segmento. Nos países que se destacam há um movimento que parte dele mesmo para tornar seu destino médico mais conhecido.  

Dessa forma, se uma pessoa estrangeira procurar por ginecomastia preço SP, além de encontrar os melhores preços também vai se deparar com boas opções em hospitais, hotéis e pacotes.

Para superar as dificuldades que ainda circulam esse segmento de turismo no Brasil, é essencial que as empresas envolvidas conversem entre si para criar um pacote de produtos que seja competitivo e atrativo para o público.

Os hospitais também devem buscar referência internacional, ou seja, serem reconhecidos internacionalmente, para diminuir as desconfianças dos estrangeiros em relação à sua credibilidade e seriedade.

Também é preciso melhorar a comunicação no idioma do público que será atendido. Para fazer um turismo de saúde e bem-estar de qualidade, não basta apenas que os hotéis possam se comunicar com os turistas, mas também os hospitais, clínicas e profissionais.

Além de a equipe toda estar preparada para essa comunicação, ela também deve estar presente na sinalização dos espaços, em documentos de ordem médica com tradução adequada, principalmente em idiomas como inglês e espanhol.  

Isso vai permitir que o paciente entenda informações importantes relacionadas ao seu tratamento, seja em uma clínica capilar ou qualquer outra, apólices de seguro, uso do plano internacional, bem como documentos da própria instituição de saúde.

Considerações finais

Cuidar da saúde e bem-estar é o objetivo de todos, e isso tem levado pessoas a buscarem as melhores opções ao redor do mundo.

Os países que estão preparados levam vantagem e recebem um número maior de pacientes. Isso é importante não apenas para o lucro, mas também para que possam se destacar na área médica.

Países que se destacam nesse setor têm mais credibilidade perante os turistas e também profissionais, por isso, acabam atraindo os melhores médicos.

Dessa forma, fica evidente que investir no turismo de saúde e bem-estar é vantajoso para os pacientes e também para a área médica e hospitalar dos destinos.  Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.