Grand Canyon | Uma das Maravilhas do Mundo

29 de janeiro de 2020
Ludmila Redatora
Grand-Canyon
Grand Canyon | Uma das Maravilhas do Mundo

O Grand Canyon se destaca por sua beleza e esplendor, por este motivo por ano recebe aproximadamente 4,5 milhões de visitantes. Durante o verão o número de visitantes dobra (de junho a agosto).

Os 1,6 km de profundidade e 16 km de largura do Grand Canyon são uma prova de 2000 milhões de anos de história geológica, uma beleza que afeta e surpreende ao mesmo tempo. 

Tão atraente quanto o canyon é o rio Colorado, que atravessa o Parque Nacional do Grand Canyon em uma rota em zigue-zague e atrai visitantes que desejam fazer pequenos passeios de barco com guias ou experimentar uma aventura de vários dias. 

Poderoso e inspirador, o Parque Nacional do Grand Canyon, no norte do Arizona, é obrigatório para os viajantes. Declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO, é sem dúvida um dos marcos mais famosos dos Estados Unidos. Abrange cerca de 5.000 quilômetros quadrados de desfiladeiros profundos, rochas multicoloridas, falésias imponentes e desfiladeiros deslumbrantes.

Grand Canyon

Existem vários pontos de vista de onde você pode admirar a vista, como o Mather Point e o Toroweap Overlook. Enquanto a principal atividade do Grand Canyon é ficar na beira do penhasco e apreciar a paisagem magnífica, existem muitas outras maneiras de apreciar o esplendor natural do parque. 

Uma das opções é fazer um passeio de mula pela trilha South Rim ou fazer rafting no rio Colorado. Outra opção é fazer um passeio de helicóptero e admirar a paisagem de cima.

São 5.000 quilômetros quadrados de superfície que abrigam desfiladeiros profundos e formações naturais espetaculares que tornam o Grand Canyon do Colorado (Nevada e Utah) um destino essencial nos Estados Unidos.

Agora, em seu primeiro centenário como parque nacional, o Grand Canyon é muito mais que um tesouro do Arizona, é um tesouro nacional que atrai visitantes de todo o mundo.

Descoberta do Grand Canyon

Grand-Canyon
Grand Canyon | Uma das Maravilhas do Mundo

Foi descoberta pela expedição de Francisco Vázquez de Coronado. O primeiro europeu que contemplou o Grand Canyon do Colorado foi García López de Cárdenas em 1540, que comandou um punhado de homens da população indígena que os espanhóis chamavam de Quivira, uma cidade habitada pelos índios zuñi e supostamente uma das sete cidades de ouro do reino de Cíbola, cidade cuja localização no momento é ignorada, uma vez que os historiadores diferem nela; alguns localizam Quivira no Novo México, enquanto outros pensam que foi no Kansas.

Não devemos confundir com uma população localizada no Novo México que os expedicionários espanhóis chamaram por volta de 1600 Pueblo de las Humanas e mais tarde ficou conhecido como Gran Quivira. 

Após 20 dias de viagem exploratória, encontraram o Grand Canyon do Colorado, no entanto, eles não puderam descer o rio para buscar água e, após várias tentativas de descer, começaram a ter problemas de água para beber, então decidiram voltar.

Dias depois, Fernando de Alarcón (que participou da viagem de exploração, mas por via marítima) seria o primeiro europeu a tocar e navegar nas águas do rio Colorado, a centenas de quilômetros do Grand Canyon. 

Devemos enfatizar que quem descobriu Rio Colorado foi Francisco de Ulloa a 28 de setembro de 1539, tomando posse da foz do rio.

Grand Canyon em números

Suas alturas são algo muito característico em sua geografia, porque são absolutamente impressionantes. Isso ocorre porque esse cânion está localizado sob o planalto do rio Colorado, que possui altitudes que variam de 1.500 a 3.000 metros.

O Grand Canyon do Colorado tem aproximadamente 446 quilômetros de comprimento e cerca de 29 de largura, o que se traduz em quase 5.000 km2 de paisagens de tirar o fôlego e onde seus visitantes.

Se você observar o Grand Canyon durante o dia, as vistas são realmente incríveis e, se for feita à noite, poderá admirar o céu e as diferentes constelações sem as distorções produzidas pela luz artificial.

Uma das atrações favoritas do público que a visita é o mirante “Heavenly Walk”, uma plataforma em forma de ferradura que dá para um dos abismos do Grand Canyon, que nesse ponto tem 1.200 metros de altura e cujo terreno é transparente.

Atualmente, os únicos habitantes que formam a civilização desse ambiente natural são as diferentes tribos indígenas que compõem a população da região. Entre eles, por exemplo, os índios Apache da Montanha Branca; os índios navajos; e os Hopi.

O parque tem duas entradas: o norte, fechado de novembro a abril pela neve, e o Sul, aberto 24 horas por dia, 365 dias por ano. Do extremo sul ao norte do parque, há cerca de cinco horas de condução. 

O clima é árido e quente no verão, não excedendo 30ºC da temperatura média registrada nos meses de junho, julho e agosto. Enquanto no inverno as temperaturas não excedem 15 graus.

Grand Canyon é encantador, o ambiente é espetacular e marcará um antes e um depois em tudo que você viu até agora.