Seguro Viagem na Europa: é obrigatório?

13 de abril de 2020
Ludmila Redatora

Sim, o seguro viagem na Europa é obrigatório se a sua viagem tenha como destino a Europa! Vamos entender?

Antes de qualquer coisa, é importante salientar que o seguro viagem visa garantir a integridade física do indivíduo, como algum acidente ou problema de saúde.

Podemos explicar a obrigatoriedade do seguro viagem na Europa para passageiros cujo destino é a Europa a partir do Tratado de Schengen.

Tratado de Schengen

Esse Tratado é o resultado de um acordo firmado entre vários países da Europa em que consiste na facilitação e incentivo da circulação livre de pessoas que sejam dos países integrantes do supracitado Tratado. Em contrapartida, exige que o estrangeiro possua obrigatoriamente um seguro viagem internacional, e com o valor não inferior a 30.000 mil euros de cobertura. Esse seguro serve para assegurar o viajante de imprevistos relacionados a problemas de saúde ou algum eventual acidente.

Os países que ratificaram e adotaram o Tratado de Schengen são: Alemanha, Austria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Holanda, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Romênia e Suécia.

Atualidade: esse seguro cobre o COVID-19?

Geralmente, a cobertura de epidemias ou pandemias está fora da maioria das cláusulas de seguro viagem. Contudo, toda e qualquer seguradora oferece a cobertura do segurado até que o momento do diagnóstico positivo ser apontado.

A partir desse momento, entre em contato com a sua seguradora e se informe acerca do tratamento, pois algumas empresas podem atualizar e aderir a essa cláusula.

Como funciona o seguro viagem da Europa?

O seguro viagem “vai entrar em ação” nos casos em que você precise, por exemplo, de algum procedimento médico em situação emergencial, e não será preciso que você gaste rios de dinheiro para que isso aconteça, pois você exercerá o uso do seu seguro viagem.

Esse seguro viagem não serve apenas e exclusivamente para casos de emergências médicas, cobre também extravio de bagagem, por exemplo, ou alguma assistência/consulta jurídica em caso de repatriação de corpos – nas situações em que há morte no exterior.

O preço desse seguro viagem é acessível e custa mais ou menos a partir de R$ 10,00 por dia. Ao analisar os preços e se aquele valor cabe em seu bolo, pense que as vezes o barato pode sim sair caro, afinal é a sua vida que está sendo garantida. Seja o plano mais barato ou mais completo, opte sempre por aquele que supra suas necessidades.

Outro detalhe é que o tipo de seguro viagem depende muito do perfil do viajante, pois nos casos em que você realize viagens periódicas ou frequentes, seu seguro viagem pode ser o anual.

O que podemos assegurar é que você vai precisar do plano completo caso apresente esses requisitos:

1) você possui alguma doença preexistente? (diabetes, epilepsia etc.)

2) você está ou tem grande possibilidade de ser gestante?

3) sua idade é superior a 60 anos?

4) durante a sua viagem, você vai realizar alguma atividade ou esporte de risco? (escalada, por exemplo)

5) existe alguma possibilidade, mesmo que mínima, de sua viagem ser cancelada? (algum imprevisto profissional ou familiar)

6) há um perigo de seu voo ser cancelado ou perder conexões? (nos casos em que as conexões são compradas de empresas aéreas distintas ou por empresas que tenham fama de atraso)

7) você pretende ter cobertura na situação de sua bagagem ser extraviada?

Se você respondeu mais de uma vez sim as opções acima, nossa recomendação é que você busque um plano mais completo. Aquele que não vai prejudicar suas economias. No caso de você não ter respondido sim nos requisitos apresentados, pode ser que um seguro viagem Europa mais barato deve ser eficaz e capaz para a cobertura da sua viagem.

O turista deve deixar claro no momento que houver a contratação que o seguro de viagem funcionará somente e por todo o tempo de sua estadia no exterior.

É importante mesmo contratar seguro viagem para Europa?

Primeiramente, é obrigatório como explicamos acima;

A Europa é o continente onde mais ocorre extravio de bagagens do mundo, estatisticamente falando;

A seguradora irá ser o seu suporte caso você perca o voo, tenha o voo cancelado ou com atraso;

O sistema de saúde da Europa é totalmente diferente do Brasil: uma consulta médica na Europa tem em média um custo entre 60 a 150 euros (equivalente em reais custa de R$280 a R$700), e você ainda vai ter que pagar pela medicação; uma cirurgia pode chegar a um valor maior que R$30 mil na Europa.

O que um seguro viagem apresenta como cobertura?

Podemos citar algumas coberturas obrigatórias e adicionais em um seguro viagem. Colocamos aqui somente as principais de cada tipo:

Coberturas imprescindíveis do Seguro Viagem Europa

Assistência médica e odontológica: como os atendimentos em urgência, emergência ou alguma consulta;

Traslado médico: garantia de custeio das despesas fundamentais para o deslocamento do doente ou acidentado até o lugar de atendimento de urgência médica;

Traslado de corpo: gastos com o transporte e liberação do corpo no caso em que o segurado faleça durante seu período de viagem são de responsabilidade do seguro;

Regresso sanitário: o retorno do doente para o seu país de origem com os devidos materiais necessários para a sua saúde, que podem, por exemplos, ser aviões ambulância ou voos regulares que são adaptados com Unidades de Cuidados Intensivos;

Morte acidental na viagem: funciona como uma indenização que é paga quando há a morte daquele que contratou o seguro durante a viagem;

Invalidez permanente total ou parcial por acidente: também serve como indenização no caso de o segurado sofrer um acidente ou enfermidade acarretando a perda funcional de algum membro ou órgão durante a viagem.

O que acontece se você não tiver o Seguro Viagem Europa?

– Você pode ser barrado na emigração;

– Nos casos de emergência médica, as suas despesas hospitalares serão altíssimas;

– Sua bagagem pode ser extraviada e não poderá ser feito muita coisa;

– Dívida relativa a translado de corpo.

Esperamos ter te ajudado!