Dicas para ter uma viagem segura de carro

17 de janeiro de 2020
O Viajante

Seja pela praticidade, ou pela liberdade de horários, muitas pessoas preferem viajar de carro. 

viajar_de_carro
Dicas para ter uma viagem segura de carro

Afinal, sem a dependência dos transportes coletivos, como ônibus e aviões, você pode fazer uma viagem muito mais tranquila e, quem sabe, até estender um pouco mais a tão aguardada férias

Não somente a passeio, o carro também é preferência de muitos viajantes de negócios. Com o veículo, é possível cronometrar melhor o tempo para chegar a uma reunião, ou até mesmo visitar mais de uma cidade em um mesmo dia.

Contudo, apesar do conforto, os acidentes de trânsito aparecem como uma das principais causas de morte no Brasil. 

A cada 1 hora, 5 pessoas morrem por batidas de carro em estradas e ruas do país, segundo dados do Conselho Federal de Medicina (CFM).

Por conta disso, é preciso ficar atento às recomendações para ter uma viagem segura de carro e aproveitar ao máximo a sua viagem.

Abaixo, confira as dicas que separamos para você não ter dores de cabeça na hora de pegar a estrada!

1. Confira toda a documentação necessária

Imagine que você está no meio da viagem, fez uma parada para abastecer, olhou no bolso e… Cadê a sua carteira de motorista?

Pois é, sair sem a documentação necessária pode causar muitos transtornos para os viajantes, além de multas, pontuação na carteira e, até mesmo, apreensão do carro.

E é claro que você não quer atrapalhar a sua viagem porque esqueceu a CNH!

Além disso, os motoristas iniciantes que vão pegar a estrada devem prestar atenção às datas de renovação CNH provisória, para não sofrer contratempos no meio da viagem.

Se você estiver viajando de carro para outro país, é necessário verificar quais são os documentos obrigatórios para circular na região, que podem ser diferentes da legislação de trânsito brasileira.

Por isso, além da indispensável CNH, lembre-se de carregar os documentos do carro, os comprovantes solicitados e qualquer outra documentação necessária.

Em alguns casos, é preciso inclusive trazer o laudo cautelar veicular, para que as autoridades possam comprovar que o veículo está em perfeitas condições para rodar em vias públicas.

2. Faça a revisão completa do veículo

A falha mecânica é uma das principais causas de acidentes de trânsito. Dados do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) mostram que mais de 17.500 veículos circulam sem as mínimas condições necessárias para rodagem nas rodovias brasileiras.

Só no estado de São Paulo, registra-se uma média de 784 atendimentos diários em automóveis com problemas de panes elétricos e falhas mecânicas, resultando em 23 mil ocorrências por mês.

Por isso, não dá pra brincar com as condições do carro! É preciso fazer uma revisão mecânica completa do veículo antes de pegar a estrada.

Leve o seu carro a um mecânico de confiança, para verificar se todos os sistemas do veículo estão operando corretamente. 

Além disso, é importante verificar as condições dos pneus, ainda mais quando o seu carro já tem alguns anos de uso.

Tenha atenção a esses componentes do carro

A injeção eletronica automotiva é outro componente que merece destaque durante a inspeção do veículo. 

Geralmente, quando a peça apresenta problemas, uma luz se acende no painel do carro, mas é bom verificar se está tudo perfeito, antes de ser informado sobre qualquer falha.

O sistema de injeção é extremamente importante para o bom funcionamento do carro, visto que ele controla e alimenta a administração de combustível, além de gerenciar o motor. 

Por conta disso, além de evitar acidentes de trânsito, a revisão da injeção eletrônica diminui o consumo do veículo.

O amortecedor de carros nacionais, bem como todo o sistema de suspensão, também deve passar por revisão automotiva. 

Amortecedores desgastados são responsáveis pela redução do nível de aderência do veículo ao solo, o que pode provocar instabilidade e descontrole de direção.

Além desses componentes, lembre-se de verificar:

  • A condição dos freios;
  • A operação do câmbio;
  • As condições do pneu de step;
  • O funcionamento dos acessórios do carro.

A segurança deve ser primordial para qualquer viagem, especialmente com o carro. Além de garantir a sua integridade, a revisão automotiva é fundamental para todas as outras pessoas que viajam com você.

3. Tenha uma boa noite de descanso antes de viajar

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET), em conjunto com o Conselho Regional de Medicina (CRM), identificou que 42% dos acidentes de trânsito estão relacionados à falta de sono dos motoristas.

De fato, as falhas humanas, incluindo o cansaço, são as que causam mais vítimas nas estradas brasileiras. E ninguém quer sofrer um acidente, ainda mais durante uma viagem!

Então, durma muito bem e descanse antes de colocar as mãos na direção.

E não vale exagerar no café e nos energéticos para “enganar” o cansaço. Muitos motoristas acreditam que ao tomar bebidas com cafeína podem resistir mais ao sono. Mas, quando o efeito passar, o sono vem em dobro, além de elevar o nível de estresse do corpo.

Não tem segredo: tire um tempinho para dormir antes de viajar. Relaxe, descanse e aproveite os bons momentos de sono.

4. Conforto também é importante para a viagem!

Conforto não é um luxo, principalmente quando vamos encarar uma longa viagem de carro.

Desse modo, é fundamental verificar se o veículo está em boas condições para rodar, não só no aspecto mecânico, mas também para a comodidade dos motoristas e passageiros.

Um dos fatores que mais influencia no conforto é a higienização. Imagine só viajar em um carro totalmente sujo e malcheiroso? Não deve ser uma viagem tranquila!

Por isso, veja se há necessidade de uma limpeza de estofados de carros e em toda a parte externa do veículo. Se você não tiver tempo, há empresas especializadas na higienização automotiva.

O conforto também envolve a checagem de todos os componentes de segurança, como cintos e cadeirinhas para crianças. 

Não dispense esses acessórios, pois eles fazem a toda a diferença para o bem-estar e tranquilidade!

5. Seu carro tem recursos extras? Lembre de verificá-los!

Muitos proprietários de automóveis gostam de incrementar seus carros com recursos extras e acessórios. Mas, na hora de viajar, acabam se esquecendo desses componentes e só focam na parte mecânica.

Um exemplo são os vidros blindados. Se você possuir um carro blindado e quer mais segurança, vale a pena entrar em contato com uma empresa de blindagem e analisar se tudo está em perfeito funcionamento ou se precisa de alguma manutenção.

O mesmo vale para outros componentes, como os vidros elétricos e travas. Lembre-se que você pode não conhecer muito o local de destino, então, todo cuidado é pouco!

6. Cuide do que você vai deixar pra trás

Para muitas pessoas, viajar pode ser algo muito preocupante, já que precisamos deixar nossas casas por um período. 

Se você viaja constantemente, o ideal é investir em um porteiro remoto, para maior segurança com tudo aquilo que você não vai levar na viagem.

O ideal é planejar tudo com antecedência. Se você tem um pet, é necessário achar um local para hospedar o animalzinho durante a sua estadia fora. Ou pedir para alguém de confiança cuidar dele.

Também que você avise seus familiares e amigos próximos, caso aconteça algo durante sua ausência eles estarão em alerta.

7. Calcule os gastos com combustível e pedágio

Faça um planejamento de custos antes de pegar a estrada. Muitas vezes, a viagem de carro é uma forma de economizar dinheiro, mas se você não tiver combustível suficiente ou dinheiro para o pedágio, o seu trajeto pode ter muitos problemas.

Uma dica simples é criar uma planilha com todos os custos envolvidos na viagem. Pesquise na internet o valor dos pedágios, bem como a variação de preços dos combustíveis em cada cidade. 

Dessa maneira, você terá uma estimativa muito mais confiável dos gastos envolvidos.

8. Organize a sua bagagem

Acomodar a bagagem da maneira correta é uma forma de evitar excessos e facilitar a viagem. Afinal, quanto mais pesado o carro, maiores são os gastos com combustível!

Além disso, um porta-malas cheio de coisas desnecessárias pode ser um empecilho para quem viaja e gosta de trazer “lembrancinhas”. Muitas vezes, voltamos com mais bagagem do que fomos, e é preciso considerar tudo isso!

Vale lembrar que toda a bagagem deve ser colocada no porta-malas, evitando a presença de objetos jogados no interior do carro. 

Ademais, é necessário consultar o manual do veículo, para ver as instruções corretas de calibragem dos pneus.

Em resumo, é crucial estar atento a todos os detalhes do seu veículo antes de por o pé na estrada. 
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.